Buscar
  • Ana Vogado

Usuários de planos de saúde individuais terão redução na mensalidade


Com a pandemia de COVID-19, as despesas assistenciais dos planos de saúde diminuíram, uma vez que, para evitar sair de casa, seus usuários foram a menos consultas médicas e realizaram menos procedimentos como exames e internações. Por esse motivo, pela primeira vez, os planos de saúde individuais e familiares tiveram um percentual de reajuste negativo, definido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).


O reajuste, de no máximo -8,19%, valerá para o período de maio de 2021 a abril de 2022. Para os contratos com aniversário nos meses de maio, junho ou julho, será permitida a sua aplicação retroativa. O mês de aniversário do contrato, vale lembrar, é aquele no qual o contrato foi firmado.


O reajuste é válido para os planos de saúde individuais ou familiares médico-hospitalares regulamentados (contratados a partir de janeiro de 1999 ou adaptados à Lei n. 9.656/98), o que corresponde a 17% do total de beneficiários em planos de assistência médica no país, equivalendo a cerca de 8 milhões de pessoas.


Para garantir esse direito e evitar problemas, os usuários devem ficar atentos à cobrança do plano de saúde e verificar se o percentual de reajuste aplicado na mensalidade é igual ou inferior ao definido pela ANS, bem como se a cobrança com redução está sendo feita a partir do mês de aniversário do contrato.


2 visualizações0 comentário

Mensagem enviada......

Entre em contato

Tel.: +55 (61) 3033-6600 | 3033-6686

Entre em contato

Email: contato@direitomedicoemfoco.com

Tel.: +55 (61) 3033-6600 | 3033-6686

Passe o mouse >

logo dmf.png

SHN quadra 1 bloco A salas 221/224

Le Quartier Hotel & Bureau | Brasília-DF

  • Facebook - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Instagram - Black Circle